quarta-feira, 15 de junho de 2011

Para orar e refletirmos

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.”( Mc 16:15-17)
Olá, meus amados irmãos de coqueiral , graça e paz.
Posso ver como esse mandamento é para todo aquele que crê que Jesus é o salvador e Senhor de sua vida. Pregar o evangelho significa que seremos perseguidos, e essa palavra continua quando Jesus fala: “em meu nome expulsarão demônios...”, que significa que Deus te encherá de autoridade e isso irá incomodar bruxo,
lideres e governantes, então, aí começam as perseguições e também as convicções. Quais são as suas? Reflita.
Em primeiro lugar queremos louvar a Deus pelo seu infinito amor e graça, e dizer que estarmos em Moçambique é um sonho realizado e um sonho de Deus....
.
Falando agora um pouco da cultura Moçambicana, podemos dizer que os homens não gostam muito de trabalhar, e mais, aqui tem a lei da sexta-feira livre, onde o homem pode sair e fazer o que quiser, inclusive se relacionar com quem ele quiser, com isso o índice de HIV (AIDS) cresce a cada dia nos lares Moçambicanos. Isso nos lembra muito a “cultura” que nasceu no carnaval da Bahia do vale-nigth, onde homens comprometidos são “liberados” por suas respectivas companheiras para se “divertirem” sozinhos, vejam só como o diabo age, muda só de continente.
Aqui também existe o LOBOLO, se um homem quer casar com uma mulher, ele tem que pagar um valor em dinheiro para a família da noiva, é como um dote, só que é o homem que paga, senão o matrimonio será amaldiçoado com isso, e quando tiverem filhos não serão deles, mas dos avós maternos. Muitos casais se juntam e não casam, mesmo os crentes, pois não tem o dinheiro suficiente para dá a grande festa tradicional de casamento, eles só oficializam a união quando tem condições financeiras para fazer a cerimônia, enquanto isso, passam anos juntando o dinheiro para o grande dia, que diga-se de passagem, é realmente o DIA.
Os Muçulmanos dominam todo o pais, estão inseridos em todas as áreas da sociedade evangelizando em massa o povo Moçambicano, é muito difícil “competir com eles”. São donos da maioria dos negócios aqui, como grandes empresas, comércios, etc, as pessoas convertem-se por um emprego, ou seja, são fisgados pelo “bolso”.
Bom, acho que por enquanto é isso, já nos alongamos demais, as bênçãos são muitas, não dá para falar em uma única vez.
Fica o nosso abraço como família, e sempre o desafio de a cada dia todos nós termos que ser uma influência viva, de que a nossa vida tem que impactar o meio social onde estamos, senão há alguma coisa errada que precisa ser consertada. Fomos feitos para impactar vidas e darmos bons frutos.....

Rosa Abreu Missionaria em Mozambique......

1 comentário:

  1. Hi, I have been visiting your blog. ¡Congratulations for your work! I invite you to visit my blog about literature, philosophy and films:
    http://alvarogomezcastro.over-blog.es

    Greetings from Santa Marta, Colombia

    ResponderEliminar